Avançar para o conteúdo principal

Montanhacima & João Garcia - Actividade: Plataforma Bejar

"Tudo começou com um bacalhau assado e batatas a murro, mergulhados em azeite, lá para as bandas da Aldeia de Joanes.."

É assim que o autor do blog montanhacima, descreve mais uma actividade de montanha. No entanto, não se pode deixar de salientar que, o trek apresentado aqui neste post, teve um sentimento especial para o autor do "montanhacima", pois este, teve a oportunidade de escalar com um dos melhores alpinistas do mundo, conquistador dos 14 cumes mais altos no planeta, sem recurso a oxigénio, João Garcia.

A actividade teve lugar na plataforma de Bejar em 2008 e foi uma oportunidade para também experimentar novos equipamentos de GPS e sistemas de coordenadas diferentes.

Segundo o autor do montanhacima, "..curioso foi que ambos os aparelhos de GPS experimentados avariaram durante o regresso. O do João Garcia ficou compeltamente desorientado e o do montanhacima deixou de fazer zoom in zoom out. Valeu-nos alguma experiência para regressar aos carros pois estava um nevoeiro que mais parecia puré de batata..."

Sem mais rodeios, deixo-vos aqui a ligação para descarregarem KMZ desta "aventura":
Relembro que, tal como nos anteriores posts sobre a actividade do blog montanhacima, este KMZ, contém ligações directas ao blog e à galeria flickr.

O KMZ contém, os registos GPS das rotas que percorreram. A amarelo o percurso Ascendente até ao Acampamento, a vermelho o percurso até ao Cume, a laranja o regresso ao Acampamento e, finalmente, a azul o percurso de regresso aos carros, onde ambos os aparelhos falharam.

Todos os POI contém fotos dos momentos mais significativos da viagem. No POI da chegada ao cume têm uma ligação para a galeria flickr desta actividade.

Cumprimentos,
GoogleearthPT Blog

Comentários

Mais populares...

Regiões Administrativas ao Nível dos Concelhos

Hoje ofereço-vos um pequenito presente, criado pelo já famoso, na comunidade google earth, Valery35. Ao que percebo, trata-se de um utilizador de GE Russo que criou uma empresa de produção de software, mais concretamente, pequenos aplicativos que interagem entre o Google Earth e o ArcGIS um software semelhante ao Microstation mas virado para informação geográfica. O ArcGIS, na sua versão oficial, vem já com uma base de dados enorme sobre divisões políticas ao nível de freguesias, em alguns paízes. Este nosso amigo, deu-se ao trabalho de passar essa informação, existente no ArcGIS sobre o nosso canto Oeste da Lusitânea, para o Google Earth convertendo-a com um aplicativo criado pela sua empresa. O resultado é este, as Regiões Administrativas ao Nível dos Concelhos.
Na imagem directamente em cima podem ver que o nível de detalhe estende-se às Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira. No contorno das Ilhas, normalmente invisivél dada a falta de detalhe nos perímetros fronteiriços do nosso …

Atlas do Ambiente - Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos

Mais uma carta do Atlas do Ambiente.
No anterior post sobre o Atlas do Ambiente, falámos sobre futuras cartas a serem disponibilizadas aqui no GoogleeartPT, esta é mais uma.

A carta de Acidez e Alcanilidade dos solos, refere-se à análise do PH dos solos em água com amostras de todo território continental.

Nesta carta são visíveis, através de polígonos interactivos, os seguintes critérios de classificação dos solos segundo o seu PH e (Alcalinidade): <= 4.5Entre 4.6 e 5.5Entre 4.6 e 5.5 + (5.6 a 6.5)Entre 4.6 e 5.5 + (7.4 a 8.5)Entre 5.6 e 6.5Entre 5.6 e 6.5 + (4.6 a 5.5)Entre 5.6 e 6.5 + (6.6 a 7.3)Entre 5.6 e 6.5 + (7.4 a 8.5)Entre 6.6 e 7.3Entre 6.6 e 7.3 + (5.6 a 6.5)Entre 6.6 e 7.3 + (7.4 a 8,5)Entre 7.4 e 8.5Entre 7.4 e 8.5 + (5.6 a 6.5)Entre 7.4 e 8.5 + (<=4.5) A ficha técnica da Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos, é visível ao clicarmos sobre a pasta principal "Acidez e Alcalinidade dos Solos". (ver imagem)

É ainda possível, navegar pelas diversas pastas, isol…

Atlas do Ambiente - Biótopos CORINE

Mais uma carta do Atlas do Ambiente.

O Projecto Biótopos Corine 2000 teve como objectivo efectuar uma compilação das componentes físicas e biológicas mais importantes para a Conservação do Meio Ambiental na Comunidade Europeia. Os locais incluídos no Projecto Biótopo caracterizam-se pela existência, no local, de espécies florísticas e faunísticas vulneráveis e de unidades fitossociológicas; pelo "valor do Sítio" relativamente a certo nível taxonómico e "valor do Sítio relativamente a um sintaxon de unidades", assim como pelo valor geológico, geomorfológico ou paisagístico do Sítio.

Os biótopos Corine serviram ainda, como base para o levantamento realizado aquando da construção da lista da Rede Natura, é por este motivo que a sua distribuição geográfica coincide com estas áreas.
Nesta carta são visíveis, através de polígonos interactivos, as diversas zonas demarcadas como Biótopos (habitats) CORINE.
Embora os biótopos Corine não tenham valor legal são indicativos da s…