Avançar para o conteúdo principal

João Garcia: Currículo Invejável

Foi no sábado passado, dia 17 de Abril de 2010, que João Garcia concluiu a derradeira etapa que lhe faltava para cumprir o seu objectivo de se tornar o 10º Alpinista a conseguir escalar os 14 picos mais altos da terra, sem recurso a oxigénio.

É um efeito notável, que lhe demorou 17 anos a concluir, mas cuja conquista é certamente, para todos os Portugueses, motivo de orgulho há já alguns anos.

Determinação, paciência e simplicidade são alguns dos adjectivos mais utilizados pelos que o conhecem pessoalmente.

Alcançou os seus objectivos superando todas expectativas e saiu da mesma maneira que entrou, humilde e com o sentimento do dever cumprido.

A equipa do GoogleearthPT tem a ilustre honra de dar os parabéns ao João e apresentar aos leitores deste blog uma visita guiada pelo currículo do João Garcia.

O projecto, agora concluído pelo João, tem o nome À Conquista das 14 e foi esse o nome que escolhemos para o KMZ com a visita guiada que se segue:

Toda a origem do conteúdo deste KMZ provem de www.joaogarcia.com (página oficial do João Garcia) apenas se colocaram os placemarks nos respectivos locais e foi feita a ligação entre a descrição do placemark e a página do João.

Ao abrirmos este KMZ podemos visualizar a lista de montanhas escaladas, ordenadas desde a mais alta Monte Everest (8848 m) até à 14ª montanha o Shishapangma (8013 m).

Cada placemark contém uma foto do João no cume e respectiva informação sobre a data em que ocorreu ou momento mais importante em cada expedição.

A sequência/ordem a que escalou as montanhas pode ser visualizada, fazendo duplo clique sobre o placemark "Percurso Cronológico" seguindo-se uma visita guiada que saltita de placemark em placemark de acordo com a cronologia do currículo do João.

Esperamos que se divirtam com este post, tanto quanto honra que nos deu fazê-lo.

Cumprimentos,
GoogleearthPT

Comentários

Mais populares...

Atlas do Ambiente - Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos

Mais uma carta do Atlas do Ambiente.
No anterior post sobre o Atlas do Ambiente, falámos sobre futuras cartas a serem disponibilizadas aqui no GoogleeartPT, esta é mais uma.

A carta de Acidez e Alcanilidade dos solos, refere-se à análise do PH dos solos em água com amostras de todo território continental.

Nesta carta são visíveis, através de polígonos interactivos, os seguintes critérios de classificação dos solos segundo o seu PH e (Alcalinidade): <= 4.5Entre 4.6 e 5.5Entre 4.6 e 5.5 + (5.6 a 6.5)Entre 4.6 e 5.5 + (7.4 a 8.5)Entre 5.6 e 6.5Entre 5.6 e 6.5 + (4.6 a 5.5)Entre 5.6 e 6.5 + (6.6 a 7.3)Entre 5.6 e 6.5 + (7.4 a 8.5)Entre 6.6 e 7.3Entre 6.6 e 7.3 + (5.6 a 6.5)Entre 6.6 e 7.3 + (7.4 a 8,5)Entre 7.4 e 8.5Entre 7.4 e 8.5 + (5.6 a 6.5)Entre 7.4 e 8.5 + (<=4.5) A ficha técnica da Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos, é visível ao clicarmos sobre a pasta principal "Acidez e Alcalinidade dos Solos". (ver imagem)

É ainda possível, navegar pelas diversas pastas, isol…

Regiões Administrativas ao Nível dos Concelhos

Hoje ofereço-vos um pequenito presente, criado pelo já famoso, na comunidade google earth, Valery35. Ao que percebo, trata-se de um utilizador de GE Russo que criou uma empresa de produção de software, mais concretamente, pequenos aplicativos que interagem entre o Google Earth e o ArcGIS um software semelhante ao Microstation mas virado para informação geográfica. O ArcGIS, na sua versão oficial, vem já com uma base de dados enorme sobre divisões políticas ao nível de freguesias, em alguns paízes. Este nosso amigo, deu-se ao trabalho de passar essa informação, existente no ArcGIS sobre o nosso canto Oeste da Lusitânea, para o Google Earth convertendo-a com um aplicativo criado pela sua empresa. O resultado é este, as Regiões Administrativas ao Nível dos Concelhos.
Na imagem directamente em cima podem ver que o nível de detalhe estende-se às Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira. No contorno das Ilhas, normalmente invisivél dada a falta de detalhe nos perímetros fronteiriços do nosso …

Atlas do Ambiente - Biótopos CORINE

Mais uma carta do Atlas do Ambiente.

O Projecto Biótopos Corine 2000 teve como objectivo efectuar uma compilação das componentes físicas e biológicas mais importantes para a Conservação do Meio Ambiental na Comunidade Europeia. Os locais incluídos no Projecto Biótopo caracterizam-se pela existência, no local, de espécies florísticas e faunísticas vulneráveis e de unidades fitossociológicas; pelo "valor do Sítio" relativamente a certo nível taxonómico e "valor do Sítio relativamente a um sintaxon de unidades", assim como pelo valor geológico, geomorfológico ou paisagístico do Sítio.

Os biótopos Corine serviram ainda, como base para o levantamento realizado aquando da construção da lista da Rede Natura, é por este motivo que a sua distribuição geográfica coincide com estas áreas.
Nesta carta são visíveis, através de polígonos interactivos, as diversas zonas demarcadas como Biótopos (habitats) CORINE.
Embora os biótopos Corine não tenham valor legal são indicativos da s…