terça-feira, abril 21, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

Atlas do Ambiente - Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos

Mais uma carta do Atlas do Ambiente.
No anterior post sobre o Atlas do Ambiente, falámos sobre futuras cartas a serem disponibilizadas aqui no GoogleeartPT, esta é mais uma.

A carta de Acidez e Alcanilidade dos solos, refere-se à análise do PH dos solos em água com amostras de todo território continental.

Nesta carta são visíveis, através de polígonos interactivos, os seguintes critérios de classificação dos solos segundo o seu PH e (Alcalinidade):
  • <= 4.5
  • Entre 4.6 e 5.5
  • Entre 4.6 e 5.5 + (5.6 a 6.5)
  • Entre 4.6 e 5.5 + (7.4 a 8.5)
  • Entre 5.6 e 6.5
  • Entre 5.6 e 6.5 + (4.6 a 5.5)
  • Entre 5.6 e 6.5 + (6.6 a 7.3)
  • Entre 5.6 e 6.5 + (7.4 a 8.5)
  • Entre 6.6 e 7.3
  • Entre 6.6 e 7.3 + (5.6 a 6.5)
  • Entre 6.6 e 7.3 + (7.4 a 8,5)
  • Entre 7.4 e 8.5
  • Entre 7.4 e 8.5 + (5.6 a 6.5)
  • Entre 7.4 e 8.5 + (<=4.5)
A ficha técnica da Carta de Acidez e Alcalinidade dos Solos, é visível ao clicarmos sobre a pasta principal "Acidez e Alcalinidade dos Solos". (ver imagem)

É ainda possível, navegar pelas diversas pastas, isolando apenas as áreas que pretendemos mediante os critérios de classificação mencionados ao activar ou desactivar cada subpasta.

Esta é uma das Cartas Integrantes no Atlas do Ambiente GEPT que o GoogleearthPT tenciona lançar até ao final do ano de 2009.

As ligações são as seguintes:
Para efeitos legais, fica aqui a nota de direitos de autor:
DIREITOS DE AUTOR
A informação é propriedade do Instituto do Ambiente e goza da protecção dos direitos de autor.
A utilização e divulgação em público ou por qualquer forma dirigida a terceiros, desta informação, deverá indicar sempre a sua origem, "Atlas do Ambiente Digital – Instituto do Ambiente".
Os utilizadores interessados em usos comerciais do Atlas devem contactar o Instituto do Ambiente.
Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , ,

quinta-feira, abril 16, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

IH - Bóias Ondógrafo

Mais um conteúdo GoogleearthPT.

Trata-se de Registos Gráficos da informação captada pelas diversas bóias ondógrafo sob a alçada do IH (Portugal Continental e Arquipélago da Madeira) e da Universidade dos Açores Projecto CLIMAAT (Arquipelago dos Açores).

Este KMZ vai buscar a informação toda ao site do Instituto Hidrográfico (IH) e site do projecto CLIMAAT, no entanto, actualizações relativas ao estado das Bóias são feitas pelo GoogleearthPT pelo que este KMZ é uma "Ligação de Rede" que se actualiza a cada vez que é carregada nos vossos GEs para descarregar a versão mais recente.

No caso das Bóias Continentais e Arquipélago da Madeira (imagem a cima), sempre que clicarmos no "Indicador de Local" vermelho correspondente a cada bóia, aparecerão (graficamente representados), todos registos captados pela respectiva bóia nos últimos 7 dias até à hora de actualização mais recente.
Cada "Indicador de Local ou Placemark" das Bóias Continentais e do Arquipélago da Madeira contem os seguintes registos gráficos e informativos:
  • H(MAX) Altura máxima
  • H(MO) Altura significativa
  • T(MAX) Período máximo
  • T(O2) Período médio
  • Direcção de Onda
  • TEMP Temperatura da água
Há ainda no final da página do "Indicador de Local", uma ligação que lhe permitirá aceder aos registos via RSS feed no seu explorador de Internet.

No caso das Bóias dos Açores (as que estão operacionais), registam em texto os dados mais recentes à hora que clicarmos, e graficamente os dados recolhidos nas últimas 24h.
Assim temos a seguinte informação textual para cada "Indicador de Local":
  • Estado (Bóias inactivas ou em reparação não contêm dados)
  • Nome
  • Localização
  • Data/Hora do Registo
  • H(z) Altura Significativa
  • H(MAX) Altura Máxima
  • T(med) Período Médio
  • T(max) Período Máximo Observado
  • Período Onde de Altura Máxima
  • Direcção da Agitação
  • Temperatura de Água à Superfície
E os seguintes registos gráficos actualizados a cada 24h:
  • H(z) Altura Significativa
  • H(max) Altura Máxima
  • T(med) Período Médio
  • T(max) Período Máximo
  • Direcção da Agitação
O GoogleearthPT blog actualizará semanalmente o estado das bóias para que a ligação de rede esteja sempre operacional, qualquer dúvida que surja ou problemas com o carregamento dos dados podem-nos sempre contactar.

Assim ficam aqui as ligações:
Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , , ,

quarta-feira, abril 15, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

Montanhacima - Expedição: Mont Blanc

Mais um track do Montanhacima!

Este ocorreu a 10.07.2008, o grupo de amigos, decidiu desta vez, aventurar-se por terras Franco-Suíças, numa expedição com o objectivo de alcançar o cume do Mont Blanc e os 4810 m.

O GoogleearthPT, mais uma vez, tratou do arranjo gráfico do KML, sendo o grupo responsável pela reportagem fotográfica e pelo registo do percurso em GPS.

Dificuldades com as temperaturas baixas no cume, impediram o GPS de funcionar e de registar o percurso descendente.
Assim fica aqui mais uma aventura do Blog Montanhacima, registo "Ascendente" da expedição ao cume do Mont Blanc.
É de dar especial atenção à reportagem fotográfica, nela constam algumas das fotos de montanha mais impressionantes que este blogger já viu.

As ligações são as seguintes:
Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , ,

terça-feira, abril 14, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

IH - Águas Territoriais Portuguesas

O site do Instituto Hidrográfico Português (IH), tem uma secção de downloads gratuitos com informação muito interessante para passível de ser trabalhada e posteriormente analisada no Google Earth.

Entre outros temas, que falaremos em futuros posts, hoje destacamos as Águas Territoriais Portuguesas.

A ligação que o GoogleearthPT, fornece hoje aos seus leitores, contém os polígonos que limitam diversos subtemas das Águas Territoriais.

Mar Territorial (fonte wikipedia)

O Mar Territorial, é uma faixa de águas costeiras que alcança 12 milhas náuticas (22 quilómetros) a partir do litoral de um Estado que são consideradas parte do território soberano daquele Estado (exceptuados os acordos com Estados vizinhos cujas costas distem menos de 24 milhas náuticas). A largura do mar territorial é contada a partir da linha de base, isto é, a linha de baixa-mar ao longo da costa, tal como indicada nas cartas marítimas de grande escala reconhecidas oficialmente pelo Estado costeiro.

Dentro do mar territorial, o Estado costeiro dispõe de direitos soberanos idênticos aos de que goza em seu território e suas águas interiores, para exercer jurisdição, aplicar as suas leis e regulamentar o uso e a exploração dos recursos. Entretanto, as embarcações estrangeiras civis e militares têm o "direito de passagem inocente" pelo mar territorial, desde que não violem as leis do Estado costeiro nem constituam ameaça à segurança.

O mar territorial e seus conceitos - zona contígua, zona económica exclusiva, plataforma continental etc. - são regulados pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar (CDM), de 1982.

Águas Interiores (fonte wikipedia)

Sobre suas águas interiores, além de jurisdição idêntica à do mar territorial, o Estado costeiro pode até mesmo impedir a passagem inocente. Consideram-se águas interiores os mareslagos e os rios, bem como as águas no interior da linha de base do mar territorial. As águas no interior das ilhas mais exteriores de um Estado arquipelago (como a Indonésia ou as Filipinas) também são consideradas águas interiores.

Zona Económica Exclusiva (fonte wikipedia)

A ZEE é uma faixa de água que começa no limite exterior do mar territorial de um Estado costeiro e termina a uma distância de 200 milhas náuticas (370 km) do litoral (excepto se o limite exterior for mais próximo de outro Estado) na qual o Estado costeiro dispõe de direitos especiais sobre a exploração e uso de recursos marinhos.

O Brasil e Portugal ocupam, respectivamente, a nona e a décima-primeira posições na lista das maiores ZEEs (combinadas com o mar territorial) do mundo. A lista é encabeçada pelos Estados Unidos (1º lugar) e pela França (2º).

Dadas as explicações, seguem-se as ligações:
Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , ,

segunda-feira, abril 13, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

cRISE - Área Ardida no Verão de 2005

O Grupo de Coordenação da Rede de Informação em Situações de Emergência (Grupo CRISE), tem disponível no seu site, a Cartografia de Risco de Incêndio Florestal em formato digital para download.
São mapas cartográficos identificativos das zonas com maior risco de incêndio, divididos por distrito.
Estas cartas podem ser descarregados gratuitamente em formato SHP ou TIFF, para os nossos computadores pessoais para posterior análise da zona em que moramos (por exemplo).

O grande problema com estas cartas, é o facto de não se identificar directamente onde estão as localidades.
Aliando a base do Google Earth com estas cartas será possível analisar em pormenor se a zona onde moramos ou onde temos colheitas, ou onde exploramos floresta, está vulnerável a um eventual incêndio.

O blog GoogleearhtPT, assume aqui o compromisso de lançar todas estas cartas em KMZ para que possam ser analizadas no Google Earth, ainda antes do final do Verão que se aproxima.
No entanto dado tamanho dos ficheiros em questão, não será possível carregar a carta continental completa de uma só vez.
Assim, distrito a distrito tentaremos disponibilizar semanalmente uma carta para os nossos leitores.

No site do (Grupo CRISE) é também possível encontrar outros conteúdos para descarregar em formato SHP, como por exemplo a carta da área consumida pelos fogos no verão de 2005.

Nesta carta podemos verificar as áreas ardidas e a cada actualização orto-fotométrica do google verificar a recuperação da vegetação na zona.
Esta carta pode também ser sobreposta a futuras cartas do Atlas do Ambiente e analisados os impactos e perdas no património ambiental, ocorridos em 2005.

Ficam aqui as ligações:
Cartografia de Risco de Incêndio Florestal: (ligações mantidas pelo site da CRISE)
Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , , , ,

quinta-feira, abril 09, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

Atlas do Ambiente - Zonas de Protecção Especial para Avifauna

Como prometido no "post" de reabertura do blog, aqui fica uma das cartas integrantes no Atlas do Ambiente.

A fonte dos dados é da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que fornece ficheiros SHP, que após algum processamento podem ser convertidos em KMZ(s) interactivos.
Nesta carta são visíveis as Zonas de Protecção Especial para Avifauna, cada "mancha" ou polígono é interactivo, pelo que, ao passarmos com o rato sobre cada mancha, aparecerá o nome de cada área de reserva.

Podemos também clicar sobre cada polígono individualmente para termos acesso a mais informação no formato de balão.

Pode-se ainda, consultar a ficha técnica da carta clicando sobre a pasta "sublinhada a laranja" na imagem em cima.

Esta é uma das Cartas Integrantes no Atlas do Ambiente GEPT que o GoogleearthPT tenciona lançar até ao final do ano de 2009.

Ficam então as ligações:
Resta apenas, para efeitos legais, a nota de direitos de autor:

DIREITOS DE AUTOR

A informação é propriedade do Instituto do Ambiente e goza da protecção dos direitos de autor.

A utilização e divulgação em público ou por qualquer forma dirigida a terceiros, desta informação, deverá indicar sempre a sua origem, "Atlas do Ambiente Digital – Instituto do Ambiente".

Os utilizadores interessados em usos comerciais do Atlas devem contactar o Instituto do Ambiente.

Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , ,

quarta-feira, abril 08, 2009

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

Montanhacima - Expedição: Pico Perdiguero

Olá,

Apresento-vos um dos primeiros trabalhos em conjunto com blog montanhacima.
Foi a 7.1.2007 que o grupo de amigos frequentadores do montanhacima se juntaram para alcançar o cume do Pico Perdiguero (3222 m de altitude segundo a wikipedia).

A ideia partiu do Googleearthpt, foi pedido ao grupo que gravasse o percurso com GPS, com intuito de explicar aqui, seguindo a dica no menu lateral, como importar uma rota gravada e exemplificar como é possível divulgar percursos como este via comunidade Google Earth.

O grupo aceitou o desafio, foi feita uma foto-reportagem que juntamente com o percurso ascendente e descendente foi depois formatada e inserida numa pasta com ligações à reportagem no blog montanhacima, algumas fotos escolhidas pelos intervenientes e pontos de interesse (PDI).

Cada um dos pontos de interesse é "clicável" e na janela que aparece podemos ver a foto correspondente ao local e respectiva ligação para o blog montanhacima.

As ligações são estas:
Aconselhamos a ligarem "Terreno" ou "Terrain" no menu lateral em "Camadas" ou "Layers".

Cumprimentos,
GoogleearthPT

Etiquetas: , , ,

o quê onde  
área, palavra ou empresa
cidade ou país Procurar emprego

Blog Googleearth "Para Tugas" (Reactivado)

Olá a todos!

Quero, primeiro que tudo, saudar os incansáveis seguidores deste blog, que apesar da nossa ausência, têm-no visitado e contribuído com os seus comentários.

Após estes 2 longos anos, muitas coisas mudaram, e o Google Earth, já não é o que era, muitas arestas foram limadas:
  • novas funções e funcionalidades foram adicionadas;
  • a cobertura do planeta e a qualidade de imagens das zonas cobertas aumentaram;
  • na actual versão, foi introduzida uma função que nos permite "mergulhar" e explorar os oceanos.
O Google Earth está melhor e isso deve-se apenas aos seus utilizadores e às exigências de um mundo cada vez mais "vizinho".

O GoogleearthPT está de volta!
Nos meses que se aproximam serão lançadas novidades aqui no blog:
  • Novos conteúdos e muitas surpresas;
  • Novas parcerias com "viajantes" de outras áreas como com o blog "montanhacima";
  • Lançamento de conteúdos feitos pela própria equipa do GoogleearthPT;
  • Dicas novas;
  • Editoriais sobre ferramentas externas de apoio ao Google Earth.
É este o compromisso do blog, fiquem atentos!

Cumprimentos,
GoogleearthPT